domingo, 4 de octubre de 2009

Fernando Pessoa





Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver no Universo...
Por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não, do tamanho da minha altura...


Nas cidades a vida é mais pequena
Que aqui na minha casa no cimo deste outeiro.
Na cidade as grandes casas fecham a vista à chave,
Escondem o horizonte, empurram o nosso olhar para longe
de todo o céu,
Tornam-nos pequenos porque nos tiram o que os nossos olhos
nos podem dar,
E tornam-nos pobres porque a nossa única riqueza é ver.

FERNANDO PESSOA

3 comentarios:

ameixa seca dijo...

Muito bonita!

Milai dijo...

Olá Adriana, adorei esta pois também sou fã do Fernando Pessoa.
Beijinhos

innovart en crochet dijo...

que cosas tan lindas!! realmente te pasaste me encantan todo lo que pones felicitaciones y besos del paisito